Desligando

Oi pessoal,

Escrevo este post para avisar que o blog será desativado.

Algumas páginas continuarão abertas, como, por exemplo, o relato do nosso parto ou a reforma da minha casa, pois são páginas com muitos acessos e que tem o potencial de ajudar alguém, mas o resto será retirado do ar.

Entre os vários motivos de desligar o blog estão a total falta de tempo para me dedicar à escrita. A vida anda corrida e o tempo para escrever com esmero e dedicação anda cada vez mais raro.

Além disso, um outro grande motivo é que ando questionando muito a mensagem que o blog tem transmitido.

Não vejo muito sentido em sustentar a narrativa da superação – a do “deficiente que superou dificuldades e chegou até algum lugar” – porque ela é enganosa. Enganosa pois faz parecer que a narrativa é pessoalizada, quando, na verdade, existe toda uma rede de pessoas em volta me apoiando e me sustentando, e que não são mencionadas. Isso pode prejudicar quem lê – por achar que eu (Marcos) superei alguma coisa sozinho e que, portanto, se alguém não superar algo, terá falhado – e pode me prejudicar também dando um peso e uma importância à uma identidade que não preciso cultivar.

Também é enganosa no momento em que apenas apresenta a narrativa de sucesso e, como todos nós sabemos, não há festa.

Um último motivo é que estou tentando resguardar e proteger a imagem do(s) meu(s) filho(s) na internet. Colocar muitas fotos dele(s) para um público amplo, invisível e desconhecido como o da internet pode ser bem prejudicial no futuro.

Esse movimento começou no facebook, onde paulatinamente fui deixando minha página menos e menos pessoal.

***

Dito isso tudo, gostaria de dizer que continuo acessível pelo meu email e colaborando (eventualmente) no Papo de homem. Nos vemos por aí!

Um forte abraço!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Lembretes para o eu-pai

Estes dias estava lendo um artigo da Bodhi Kids e achei os “exercícios” tão bacanas que resolvi traduzir e colocar no Blog, como lembretes para mim mesmo.

Seriam quase um guia de como pretendo levar minha paternidade.

Continuar lendo

Publicado em Paternidade | Marcado com , , , , | 1 Comentário

Textos publicados 5

Ultimamente tenho escrito muitos textos no Papo de Homem, mas esqueci de trazer os links pra cá.

Então, sem delongas, aí estão os últimos textos:

NO TRÂNSITO | MUNDO INTERNO #3 – Ensaio sobre como enxergar o transito como um simulacro das nossas vidas;

NATAÇÃO SEM ESFORÇO | MUNDO INTERNO #4 – O que seria fazer força, mas sem fazer esforço?;

LIBERDADE É FAZER O QUE SE QUER? | MUNDO INTERNO #7 – Texto que adorei escrever e que me ensinou muito (os comentários são super válidos). Será que fazer tudo o que queremos é liberdade?;

MANHÃ DE PROVA – Quais os estados mentais e emoções envolvidas numa prova?;

O QUE APRENDI COM A PATERNIDADE | MUNDO INTERNO #8 – Texto em que exploro um pouco do que imagino ser o papel de pai. Espero que gostem!

PS: para verem todos os textos que ja escrevi, aqui tem a lista.

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

5 coisas que aprendi com a paternidade

Ser pai realmente muda demais a vida de um homem. Em meio a várias mudanças, fraldas sujas, choros esporádicos e trabalhos constantes, é bem fácil se esquecer de dar um passo atrás e olhar o quadro de fora.

Mas, se nos lembrarmos de manter um olho atento, é bem capaz que a paternidade seja uma ótima chance de aprender muita coisa.

DSC01274

Abaixo eu listo 5 coisas que aprendi, até agora, depois que recebi o titulo vitalício de pai:

  • Se você estiver ninando uma criança e não se sentir embalado também, as chances são poucas dela adormecer. Por outro lado, se os ritmos do seu corpo e da sua voz te levarem junto e você enxergar a possibilidade de também dormir ali, a criança dorme tranquilamente;
  • É bonito ver como um bebê se entrega, sem cerimônias, sem vergonha nenhuma: a gente faz massagem ele relaxa todinho, a água ta um pouquinho mais fria ele reclama, o colo ta bom ele dorme tranquilo, ele se caga todo e sorri satisfeito. A gente vai crescendo e não se deixa entregar assim tão fácil, vai ficando cheio de o-que-é-que-as-pessoas-vão-pensar-?
  • A forma como educamos as crianças é realmente muito estranha: passamos meses (ou anos) comemorando cada arroto após mamar, pra depois gastar tempo e energia ensinando que arrotar é feio;
  • Nunca achei que iria manejar um bilau – que não fosse o meu – com tanta destreza e confiança;
  • Você tem que esquecer a SUA agenda, os SEUS compromissos, as SUAS vontades, a SUA rotina, e fazer de tudo para que a rotina do bebê não mude. Rotina é tudo para uma criança, traz segurança e tranquilidade para um serzinho que ainda não entende bem este mundo.

Conforme novas observações forem surgindo vou postando aqui 🙂

Publicado em Aleatórios | Marcado com , , , , | 1 Comentário

Nasceu a “Ervilinha”

Oi pessoal, este post é pra contar que o filhote nasceu  no dia 21/04, às 13:54, com 3,9kg e 51cm.

O nosso parto foi muito bonito e emocionante. ‘Nosso’ porque eu me senti parindo junto, participando de tudo e chorei de emoção no final : )

Mas vamos do começo:

Depois de uma noite bem dormida, acordamos as 7:30 e a Marilia sentiu que tava saindo um liquido estranho – era o tampão saindo, mas ainda não sabíamos disso – tomamos o café da manhã e veio um ‘xixizão’ – era a bolsa rompendo, mas ainda não sabíamos disso – seguido por uma cólica bem incomoda – eram as contrações da fase ativa, mas ainda não sabíamos disso.

Continuamos com a rotina normal da casa. Eu fui lavar a louça e a Marilia foi se arrumar pra passar o dia.
Quando eu acabei de lavar a louça, fui trabalhar numa tradução enquanto a “cólica” já tava bem forte. Ela não conseguia achar uma posição confortável, nem no sofá, nem na bola de pilates, nem na cama, nem de pé, nem sentada, nem no chuveiro. Ficou andando pra la e pra cá, varrendo o chão, tirando o lixo, e a “cólica” rolando.

Mesmo com a dor das “cólicas” aumentando cada vez mais, a Marilia insistia de que “não é nada. Vai passar daqui a pouco. Não vai nascer hoje, não”.

Ainda assim, ligamos pra nossa parteira (que mora aqui no mesmo condomínio) e pra Doula. Todas diziam que não era nada, que provavelmente era apenas a fase latente, que era pra tomar um Buscopan pras cólicas, tentar comer alguma coisa e ir cronometrando as contrações – foi aí que descobrimos que as “colicas” eram contrações.

Comecei a arrumar a sala, por via das dúvidas. Abri espaço, empurrei os móveis, coloquei o tatame no chão, inflei a piscina, deixei os baldes e aquecedores de água prontos, coloquei a extensão no chuveirinho e cortei umas mexericas pra ela comer.

Nada adiantava e as contrações aumentando de intensidade. Depois de uma hora controlando e cronometrando, liguei pra parteira dizendo que foram 46 contrações em uma hora, com média de 45s de duração e 1min entre cada uma.

Esses números foram o sinal de que o trabalho de parto ja tava em pleno andamento! Nada de fase latente, ja era fase (muito) ativa!

Ligamos pra Doula e pra fotógrafa, dizendo que podiam vir imediatamente e corri pra começar a encher a piscina com água quente. A Marilia se esgoelava de tanto gritar de dor.

A parteira e a parturiente

A parteira e a parturiente

Em casa, como sempre deveria ser

Em casa, como sempre deveria ser

Assim que nossa vizinha-parteira chegou (ja era meio dia), ela examinou a Marilia e viu que ja tava com 8cm de dilatação (pra quem ainda não está nesse universo, 8cm de dilatação é estar praticamente parindo).

IMG_7613

Rodeada de pessoas queridas

Exaustão e coragem

Exaustão e coragem

O resto da equipe chegou la pelas 12:30 – 13:00. Colocamos a Marilia na piscina, mesmo estando ainda meio vazia e eu fui liberado da função de esquentar água, pra ficar ao lado dela.

Enfrentando mais uma contração

Enfrentando mais uma contração

Entendi como nunca o que significa manter a energia estável, constante e presente. O mundo podia explodir que eu iria ficar ali, olhando nos olhos da Marilia. Nada me abalava: nem os gritos, nem a expressão de dor, nem a equipe, nem o calor, nada.

O mundo foi desligado e só sobraram os olhos dela

O mundo foi desligado e só sobraram os olhos dela

Vi a cabecinha emergindo bem devagar, a cada contração. Primeiro os cabelos, depois as orelhas e, numa última contração, um jato quente fez sair um corpo todo enrugado.

Emergindo pra vida

Emergindo pra vida

As 13:54 o Miguel veio ao mundo, dentro d’água, e eu segurei aquele serzinho frágil e assustado. Entreguei pra Marilia e entrei na piscina. Ficamos ali um tempão, curtindo aquele presente que chorava e tremia todinho.

Mergulhei na piscina...

Mergulhei na piscina…

... e beijei essa menina guerreira

… e beijei essa menina guerreira

Oi, pequeno!

Oi, pequeno!

Oi, mamãe!

Oi, mamãe!

Levaram a Marilia pra cama, deixaram ela e o bebe se conhecerem, esperaram a placenta sair e eu cortei o cordão umbilical quando este ja não pulsava mais.

Pele-a-pele

Pele-a-pele

Familia se conhecendo

Familia se conhecendo

Mãos minúsculas

Mãos minúsculas

Ajudaram o Miguel a dar sua primeira mamada, fizeram todas as medições e nos deixaram no quarto sozinhos, nos curtindo : )

Primeira mamada

Primeira mamada

Ainda todo sem jeito pra segurar essa pessoazinha

Ainda todo sem jeito pra segurar essa pessoazinha

Contemplação

As 'comadres' conversando na sala depois de mais um parto bem sucedido

As ‘comadres’ conversando na sala depois de mais um parto bem sucedido

(estou com os olhos cheios d’água só por escrever isso tudo)

***
A Marilia não teve nenhuma complicação: não levou nenhum ponto, não teve nenhuma laceração e nem pressão baixa. Saiu com uma fome de leão e algumas horas depois ja estava andando, tomando banho e jantando uma canja comigo.

Estamos todos muito bem e logo, logo, teremos aventuras do Miguel para contar aqui no Blog 🙂

***

Quero deixar registrada toda a minha gratidão pela equipe que nos guiou, ajudou e cuidou durante toda essa nossa jornada: as parteiras Iara e Ana Cyntia, a Doula Clarissa e a ótima fotografa Débora (todas as fotos deste post são obra dela).

Obrigado por tudo, sempre!

Obrigado por tudo, sempre!

Até a próxima história :)

Até a próxima história 🙂

Publicado em Festas | Marcado com , , , , | 14 Comentários

Protegido: Argentina e Chile 2013

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Publicado em Viagens | Marcado com , , , , , ,

Reportagem revista Fator Vida

Galera, saiu a revista da Federação Brasileira de Hemofilia, com a reportagem que fizeram comigo e o projeto 600k. Ta la na página 24:

http://www.rspress.com.br/userfiles/projetos/editorial_251/#/1/

Link em HTML básico pra quem não conseguir acessar o de cima:

http://www.rspress.com.br/userfiles/projetos/editorial_251/files/assets/basic-html/page1.html

Leiam e divulguem 😉

Publicado em Esportes | Marcado com , , , , , | 4 Comentários